Evolução meteórica: a trajetória de Elen Naomi até a prata no Brasileiro de Curling

19 de agosto de 2022

Cria da Arena Ice Brasil, Elen Naomi ficou com a medalha de prata no Campeonato Brasileiro de Curling (Foto: Grasiela Gonzaga)

O Campeonato Brasileiro de Curling 2022 ficará marcado como o primeiro realizado no Brasil, mas também o primeiro pódio de uma atleta formada nas pistas da Arena Ice Brasil. Logo na estreia, Elen Naomi Sumi conquistou a medalha de prata, junto do experiente Ricardo Losso.

Elen conta que buscava uma atividade física para praticar quando encontrou o curling. Nenhum esporte a empolgava, mas ao ver a modalidade pela televisão sentiu identificação. Frustrou-se na sequência, porém, quando percebeu não haver local para treinamento no país. Em fevereiro de 2020, com a inauguração da Arena Ice Brasil, o encontro finalmente aconteceu. “Saí acabada da primeira clínica. Corpo inteiro dolorido, mas feliz da vida. Desde então, exceto pelo período em que a Arena permaneceu fechada por conta da pandemia, não parei mais”, conta.

A persistência no esporte foi o caminho para que Elen chegasse no Campeonato Brasileiro tão preparada quanto os atletas com mais experiência. Elen foi finalista da competição na categoria duplas mistas, junto de Ricardo Losso. “A conquista da medalha foi emocionante e uma honra poder vivenciar momentos inesquecíveis com atletas de elite e amigos que conheci”, celebra, sempre grata aos profissionais da Arena Ice Brasil.

Elen (D), junto da dupla, Ricardo Losso, e de Cláudio Alves e Thaisa Lima (Foto: Marcelo Macaue)

A parceria com Losso também é objeto de destaque na conquista da medalha de prata. A dupla se conheceu apenas um dias antes da estreia no Campeonato Brasileiro, mas a mescla da experiência do atleta com a determinação da novata funcionou. “Ele passou muita serenidade e tranquilidade, tanto antes quanto durante as partidas, me orientava a cada jogada, falava para não me sentir pressionada e me divertir. Eu não poderia ter tido um parceiro melhor.”

Recomendados:

13/09/2022

Brasil volta mais forte após Junior Grand Prix na Letônia

País foi representado por Maria Joaquina Cavalcanti Reikdal e pela dupla Catharina Tibau e Cayden Dawson

Twitter
Facebook

Ler mais

12/09/2022

Sergio Vilela é eleito o primeiro latino-americano com cargo de diretor na WCF, e Brasil tem dois nomeados para comitês da IBSF

Novidades mostram a força e desenvolvimento do desporto no gelo do país

Twitter
Facebook

Ler mais

09/09/2022

Catharina e Cayden somam bons pontos na Dança Rítmica em etapa do Junior Grand Prix

Dupla que representa o Brasil ficou na 11ª posição e volta a se apresentar no sábado

Twitter
Facebook

Ler mais