Confederação Brasileira de Desportos no Gelo

Isadora Williams estreia no Mundial de Patinação Artística no Gelo

Isadora Williams Santa Claus Cup

Chegou a hora. Após atingir o índice em dezembro de 2016 e intensificar seus treinamentos nas últimas semanas, a brasileira Isadora Williams estreia nesta quarta-feira, 29 de março, no Mundial de Patinação Artística no Gelo desta temporada. O torneio acontece em Helsinque, capital da Finlândia.

A atleta da CBDG vai participar do programa curto a partir das 4h40 no horário de Brasília (10h40 no horário local). No total, 37 atletas de 29 nacionalidades participam do primeiro dia de competição entre as mulheres. As 24 melhores avançam para o programa longo, na sexta-feira, e seguem na disputa pelo título mundial.

Isadora Williams retorna ao Mundial de Patinação Artística no Gelo após quatro anos. Em 2013, aos 17 anos, ela terminou na 25ª colocação, apenas cinco posições atrás da vaga olímpica. Ainda hoje é o melhor resultado do país na história da competição.

Agora, mais experiente, a brasileira novamente almeja conseguir a classificação para os Jogos Olímpicos de PyeongChang, em 2018. A atleta vive grande fase na carreira: nas últimas duas temporadas ela conquistou quatro medalhas em torneios internacionais de patinação artística, incluindo o primeiro ouro do país na categoria olímpica durante o Sofia Trophy, na Bulgária, em fevereiro de 2017.

“Eu tenho dois programas bons, com elementos fortes e se eu conseguir executá-los sem erros, a minha chance de classificação é boa. Conquistei bons resultados nas duas últimas temporada, tive maior visibilidade perante os juízes e competi mais. Estou mais madura como patinadora”, admite Isadora Williams.

O Mundial de Patinação Artística no Gelo começa nesta quarta-feira, 29 de março, e termina no domingo, 2 de abril, com a exibição de gala. Ainda no primeiro dia acontece o programa curto da disputa dos pares. Na disputa feminina, a definição das medalhistas e dos países classificados para os Jogos Olímpicos acontece na sexta-feira, 31, com o programa longo, a partir das 12h no horário de Brasília (18h na Finlândia).

Mundial distribui 24 das 30 vagas olímpicas na disputa feminina

O Mundial de Patinação Artística no Gelo de 2017 funciona como pré-olímpico para os Jogos de Inverno de PyeongChang, em fevereiro de 2018. Entre as mulheres a competição vai definir 24 das 30 cotas disponíveis. O sistema é complexo e leva em conta o número de atletas que cada país possui na disputa e a posição final dos competidores na classificação.

A posição que uma atleta terminar no Mundial corresponde ao número de pontos que ela ganha nas contas do pré-olímpico: a campeã mundial, por exemplo, ganha um ponto, a segunda, dois, a terceira, três, e assim por diante. A partir daí, entra um cálculo específico para definir nações com direito a três ou duas vagas.

Se o país tiver apenas uma representante no Mundial e ela conquistar dois pontos (ou seja, ficar entre as duas primeiras colocadas), vai garantir três cotas olímpicas para PyeongChang. Mas se ficar entre a terceira e a décima posição, a atleta consegue duas vagas – mesmo que seja a única competidora de sua seleção no torneio.

Contudo, se o país tiver dois ou três atletas no Mundial, soma-se as colocações finais dos dois melhores competidores. Se o resultado der até 13, a nação também terá direito a três vagas. No caso da soma der até 28, são duas cotas. Só após essa definição as vagas remanescentes serão distribuídas a cada país que aparecer na classificação final.

Caso a brasileira Isadora Williams não consiga a vaga olímpica no Mundial de Patinação Artística no Gelo, ela ainda terá uma segunda chance durante o Troféu Nebelhorn, na Alemanha, em setembro de 2017. O torneio vai definir as últimas seis classificadas para PyeongChang.

Deixe uma Resposta.