Confederação Brasileira de Desportos no Gelo

#1YearToGo – Jogos Olímpicos de PyeongChang-2018

PyeongChang 2018

Os fãs dos esportes de inverno já podem começar a contagem regressiva. Exatamente daqui um ano começa mais uma edição dos Jogos Olímpicos de Inverno em PyeongChang, na Coreia do Sul. A Cerimônia de Abertura está prevista para acontecer em 9 de fevereiro de 2018 e o Encerramento deve ser no dia 25.

A equipe brasileira espera repetir o sucesso dos Jogos de Sochi e enviar novamente uma delegação recorde, com atletas da CBDG e da CBDN, entidade responsável pelas modalidades de neve. Em 2014 foram 13 atletas competindo em sete esportes – melhor desempenho do país em toda a história.

Agora, a meta é ir além! Confira as chances olímpicas das modalidades de gelo:

Bobsled: o Brasil está mais preparado e maduro do que há quatro anos. No 4-man, por exemplo, o conjunto brasileiro ocupa o Top 20 no ranking internacional e, pela primeira vez, o país tem chances reais de classificar uma dupla masculina. Entre as mulheres, o país também tem condições de lutar pela classificação olímpica.

Patinação Artística: também mais experiente, Isadora Williams busca garantir sua segunda classificação olímpica. No fim de março ela estará presente no Mundial da modalidade, que vai distribuir 24 das 30 vagas disponíveis para os Jogos Olímpicos. Depois, ela ainda pode disputar as últimas seis cotas no Troféu Nebelhorn em setembro.

Curling: o Brasil ainda possui chance de classificação nas Duplas Mistas. Para isso, Anne Shibuya e Marcio Cerquinho precisam fazer uma boa campanha no Mundial da modalidade neste ano para conseguir um grande número de pontos no ranking pré-olímpico da Federação Mundial de Curling.

Skeleton: Gui Pádua ingressou no skeleton neste ano para realizar seu sonho olímpico. Contudo, ele precisa somar o maior número de pontos em provas na próxima temporada para subir no ranking internacional e conseguir lutar pelas últimas vagas nos Jogos Olímpicos de PyeongChang. O período pré-olímpico termina em 14 de janeiro de 2018.

Patinação de Velocidade: ainda neste primeiro semestre a ISU vai determinar os tempos de classificação para cada uma das distâncias. O Brasil está retomando a modalidade e investindo em jovens atletas para os próximos ciclos olímpicos.

Deixe uma Resposta.